quinta-feira, 5 de agosto de 2010

"Tequinologia" do abraço na teoria do mineiro

Recebi de uma amiga a teoria do mineiro sobre o abraço. Deu uma saudade da terrinha... Não tive como não reproduzir:

O matuto falava calmamente. Media, analisava e meditava sobre cada palavra dita. Concluiu:

É... das invenção dos homi, a que mais tem sintido é o abraço.
O abraço num tem jeito di um só aproveitá! Tudo quanto é gente, no abraço, participa uma beradinha... Quandu ocê tá danado de sodade, o abraço de arguém ti alivia.. 

                                  
Quandu ocê tá cum muita raiva, vem um, te abraça e ocê fica até sem graça de continuá cum raiva..... Si ocê tá feliz e abraça arguém, esse arguém pega um poquim da sua alegria... Si arguém tá duente, quandu ocê abraça ele, ele começa a miorá... 
                                                                                                
Muita gente importante e letrado já tentô dá um jeito de sabê purquê qui é qui o abraço tem tanta tequilonogia. Ninguém inda discubriu... Mas, iêu sei! Foi um ispirito bão qui mi contô... Eu vô contá procêis u qui foi qui ele falô: O abraço é bão pur causa do Coração...

Quandu ocê abraça arguém, fais massage no coração!... O coração do ôtro é massagiado também! Mas num é só isso não... Aqui tá a chave do maió segredo de tudo:

QUANDU NOIS ABRAÇA ARGUÉM, NÓIS FICA CUM DOIS CORAÇÃO NO PEITO...

Intonce...
Um abraçu prô cê...